Brasil: Estudantes tímidos relatam desempenho melhor e participação mais confiante nas aulas a distância

Brasil/ 28 de setembro 2020/ Por: Elida Oliveira, G1/Fonte: https://g1.globo.com/
‘On-line eu posso pensar no que vou responder e, se aparecer algum imprevisto, posso colocar o microfone no mudo’, diz aluna do Ceará.

“Sem as pessoas olhando, fica mais fácil falar.” É assim que Arthur Araújo, estudante de 15 anos de Sobral (CE), descreve por que se soltou mais nas aulas virtuais que substituíram as presenciais durante a pandemia de Covid.

Estudantes mais introspectivos – principalmente os que têm acesso a internet de qualidade e a um ambiente adequado de estudos – relatam um desempenho melhor e uma maior sensação de conforto no ambiente escolar virtual. A terapeuta infantil Ana Carolina Marques diz que, em termos técnicos, elimina-se o “estressor” da escola e abre-se espaço para a autonomia dos alunos.

Outros pontos que favoreceriam um desempenho melhor no ensino a distância:

  • alguns alunos afirmam se concentrar melhor sem barulho ou conversas
  • pais que estão trabalhando de casa podem ter um acompanhamento maior das atividades dos filhos
  • ensino on-line tem uma linguagem mais próxima da realidade de telas vivenciada pelos jovens

 

“Para esta geração, a tecnologia já entra como uma linguagem, e a maioria das escolas está aquém disso”, diz Ana Carolina Marques.

Ana Beatriz Silva Souza, 15 anos, aluna da Escola Estadual Adalgisa Bonfim, do Ceará — Foto: Arquivo Pessoal

Ana Beatriz Silva Souza, 15 anos, aluna da Escola Estadual Adalgisa Bonfim, do Ceará — Foto: Arquivo Pessoal

Ana Beatriz Souza, de 15 anos, trocou de escola no Ceará no início deste ano. Não teve tempo de estreitar laços com os colegas e professores quando a pandemia forçou a suspensão das atividades.

Deja un comentario

Brasil: Estudantes tímidos relatam desempenho melhor e participação mais confiante nas aulas a distância – Sarraute Educación María Magdalena

A %d blogueros les gusta esto: