Angola: Governo reafirma atenção especial à educação

Angola 07 de outubro 2020/ Por: ANGOP/Fonte: https://m.portalangop.co.ao/

Luanda – A ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, reafirmou , nesta quarta-feira, em Luanda, que o Executivo continua a prestar uma atenção especial à educação, no quadro do processo de ensino e aprendizagem das crianças.
Governo reafirma atenção especial à educação - Educação - Angola Press -  ANGOP

 

De acordo com a ministra, que falava durante uma vídeo conferência com os governadores provinciais sobre o retorno às aulas,  apesar dos constrangimentos causados pela pandemia da Covid-19, que abalou profundamente a estabilidade social e afrouxou o desenvolvimento económico, afectando severamente as famílias e a sociedade em geral, à educação e  o ensino continuam a ser prioridade do Estado.

A ministra, que enalteceu a colaboração dos pais, encarregados de educação , dos professores  e parceiros sociais  para o sucesso do retorno às aulas, afirmou que a contribuição de todos é preponderante para os objectivos preconizados, tendo em conta a necessidade de se restabelecer a confiança nas instituições e partilhar a responsabilidade colectiva numa acção concertada por todos os intervenientes.

Carolina Cerqueira fez menção à necessidade das comunidades apoiarem o Executivo, com acções de sensibilização para se pôr cobro à vandalização dos bens públicos e privados, particularmente das instituições de ensino, culturais e religiosas.

Conforme a ministra, as ações deverão ser desenvolvidas a todos os níveis para dr garantir a proteção das crianças, a biosegurança e saneamento das escolas, uma organização que corresponda à necessidade do distanciamento dos alunos  e respeito estrito pelas normas de higiene.

Referiu que o Executivo está a desenvolver vários programas sociais para mitigação da pobreza e vulnerabilidade das famílias, com destaque para o programa  Kwenda, que considerou o mais robusto programa de proteção social em curso desde a independência nacional.

O empenho, responsabilidade colectiva e as múltiplas iniciativas desenvolvidas a nível de todas as províncias para o reinício das aulas foi enaltecida pela ministra de Estado, que apelou, igualmente, aos pais e cidadãos em geral para colaborar com o governo neste importante desafio.

Neste primeiro turno, cujo reinício teve lugar na segunda-feira, dia 05, o Governo reservou o retorno dos alunos das classes de transição (6ª, 9ª, 12ª e 13ª), bem como os estudantes universitários.

Está previsto, para 19 de Outubro, o retorno dos estudantes da 7ª, 8ª, 10ª e 11ª classe, todas do II ciclo do ensino secundário, enquanto o ensino primário e o I ciclo começam dia 26 de Outubro.

Nesta fase, as turmas devem ser divididas em grupos, no ensino primário e I ciclo, com as aulas a terem duração de 02h30. Enquanto isto, no II ciclo do ensino secundário, as aulas vão decorrer durante 03h30 minutos, sem direito a intervalo.

Angola tem 18 mil e 297 escolas (com 97 mil e 459 salas de aulas em funcionamento no ensino geral), sendo 2.513 do I ciclo, 1.307 do II ciclo do ensino secundário públicos e dois mil colégios.

As escolas do ensino geral (públicas) acolhem mais de 10 milhões de alunos, enquanto as pública-privadas e privadas, entre as quais 666 de Luanda, contam com um milhão e 500 alunos matriculados.

Deja un comentario

Angola: Governo reafirma atenção especial à educação – Sarraute Educación María Magdalena

A %d blogueros les gusta esto: