Cabo Delgado: Fundo para Educação assiste crianças e jovens deslocados

Moçambique 8 de fevereiro 2021 /Por: online noticias/ Fonte:  https://www.jornalnoticias.co.mz/

 

OFUNDO Global para Educação em Emergências e Prolongadas Crises- a Educação Não Pode Esperar (ECW)-anunciou, quinta-feira, a alocação de um milhão de dólares (75 milhões de meticais) em resposta à escalada da crise em Cabo Delgado,  para beneficiar crianças e jovens deslocados afectados pelo aumento da violência na província.

O novo subsídio, de 12 meses, baseia-se na resposta à Covid-19 da ECW e de alívio do impacto do ciclone Kenneth que em 2019 fustigou a província.

O financiamento será usado em coordenação com o Governo e o Grupo de Educação, através da Save the Children, UNICEF e Plan International.

Espera-se que as intervenções criem oportunidades educacionais adequadas à idade para meninas e meninos afectados pela crise, apoiem espaços de aprendizagem seguros e inclusivos, expandam as opções de aprendizagem remota, forneçam materiais de aprendizagem, treino dos professores e aumentem a consciencialização para prevenir a exploração e o abuso sexual.

Para ajudar a prevenir a propagação da Covid-19, serão disponibilizados serviços de água e saneamento  em escolas e centros de aprendizagem.

A violência e a insegurança contínuas deslocaram mais de meio milhão de pessoas, incluindo 250 mil crianças, apenas nos últimos anos.

Em comunicado, a organização refere que a Covid-19 piorou a situação, sobre carregando os sistemas de educação, saúde e a disponibilidade de meios financeiros para atender as crianças afectadas.

Acrescenta que em 2017 e 2020 foram afectadas 171 escolas, 45 das quais foram destruídas, atingindo cerca de 75 mil alunos e 1500 professores, havendo registo  de seis docentes assassinados no mesmo período.

Moçambique endossou a Declaração de Escolas Seguras em 2015, um compromisso político intergovernamental para proteger alunos, professores, escolas e universidades dos piores efeitos do conflito armado.

“Sem acesso a ambientes de aprendizagem seguros e protectores, as meninas enfrentam o risco de abuso sexual, gravidez precoce e casamento infantil, enquanto os meninos podem ser recrutados para grupos armados ou forçados a abandonar a escola para o trabalho infantil. A Declaração de Escolas Seguras é o compromisso global para garantir que todas as meninas e meninos no planeta tenham o direito a uma educação sem medo de violência ou ataque”, disse Yasmine Sherif, directora da Educação Não Pode Esperar, o Fundo Global para Educação em Emergências e Prolongadas Crises.

“Num contexto de insegurança, deslocamentos forçados e Covid-19, a educação não significa apenas segurança, protecção e um senso de normalidade para as meninas e meninos afectados pela crise, mas também significa a possibilidade de um amanhã melhor”, acrescentou.

A província de Cabo Delgado tem experimentado desde 2017 violência armada em alguns distritos costeiros, forçando muitas pessoas a se refugiarem nos distritos de Mecúfi, Pemba, Metuge, Ancuabe, Chiúre, Namuno, Balama, Montepuez, Mueda, Nangade e Palma, cujas salas de aula já estavam superlotadas, segundo Florêncio Mbiquem, coordenador de Cooperação e Emergências da Direcção Provincial de Educação de Cabo Delgado.

Acrescentou que o ciclone Kenneth, em 2019, causou danos a 185 escolas da província, afectando 45.242 alunos e 966 professores, sendo que a estação chuvosa está a causar mais destruições à infra-estrutura educacional, para não mencionar os desafios sem precedentes colocados pela Covid-19.

“O apoio da ‘Education Cannot Wait’ é, portanto, muito importante para as crianças, jovens, professores e suas famílias”, indicou.

Ao lançar este investimento, a Educação Não Pode Esperar convida doadores, fundações filantrópicas e o sector privado a cobrirem o défice de 4,2 milhõesde dólares (315 milhões de meticais) para financiar o Plano de Resposta Humanitária da Educaçãoem Moçambique.

Fonte da noticia:

https://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/sociedade/100498-cabo-delgado-fundo-para-educacao-assiste-criancas-e-jovens-deslocados

Deja un comentario

Cabo Delgado: Fundo para Educação assiste crianças e jovens deslocados – Sarraute Educación María Magdalena

A %d blogueros les gusta esto: